O canal de rádio de Natal

Ouvir a emissão da Xmas Radio

Não consegue ouvir? Clique aqui

Música Agora:

Publicidade

Loading…

Donativo

Dispositivo móvel

QR Code


EnglishPortuguese

Início da Xmas Radio em:

Natal

É tradição, na Ilha da Madeira, celebrar o nascimento de Jesus Cristo, mas de uma forma um pouco diferente.

De 15 ou 16 de Dezembro até á véspera de Natal, são celebradas as missas do parto.

São, ao todo, nove missas celebradas, na novena que antecede ao Natal.

São sempre celebradas ao fim da madrugada. A razão destas missas madrugadoras, pode ser pelo simbolismo da semelhança com a hora e ambiente em que Jesus nasceu e por Este ser “a luz que nasce para o mundo”, ou por ser esta a hora conveniente para os lavradores que começavam a labuta também muito cedo.

As igrejas enchem-se de pessoas e ao decorrer da missa, são entoados cânticos próprios para a ocasião. Depois da celebração, existe um convívio, onde se reúne uma banda musical entre populares, e cânticos igualmente populares. Para além da alegria da música, as pessoas deliciam-se com comes e bebes, tais como licores, café, chocolate quente e iguarias regionais.

Após o término desta novena, na véspera de Natal, á meia noite, celebra-se a missa do galo (Christmas eve mass).

A expressão “Missa do Galo” é específica dos países latinos e deriva da lenda ancestral segundo a qual à meia-noite do dia 24 de dezembro um galo teria cantado fortemente, como nunca ouvido de outro animal semelhante, anunciando a vinda de Jesus Cristo. Uma outra lenda, de origem espanhola, conta que antes de baterem as 12 badaladas da meia noite de 24 de Dezembro, cada lavrador da província de Toledo, em Espanha, matava um galo, em memória daquele que cantou quando São Pedro negou Jesus três vezes, por ocasião da sua morte. A ave era depois levada para a Igreja a fim de ser oferecida aos pobres que viam, assim, o seu Natal melhorado. Era costume, em algumas aldeias espanholas, levar o galo para a Igreja para este cantar durante a missa, significando isto um prenúncio de boas colheitas. Mas isso era antigamente pois agora isso é proibido.

Esta missa é igualmente tradicional na Madeira, enchendo também as Igrejas e são entoados cânticos Natalícios, seguidos por uma pequena encenação do nascimento de Cristo. Após esta celebração, em algumas paróquias, servem comes e bebes e há também um pequeno convívio.

Estas missas são sempre celebradas com alegria e boa disposição de todos os populares.

A Ilha da Madeira é particularmente conhecida, pela sua beleza, a gastronomia, o clima, as festividades, incluindo o Natal.

É aqui que esta Ilha, situada no mar Atlântico, ganha ainda mais brilho e cor.

A época Natalícia é sempre vivida com animação e muito brilho, especialmente á noite. A partir do 01 de Dezembro, é quando realmente a magia acontece. Ao cair da noite, a Ilha enche-se de luz, de todas as cores, deliciando as pessoas que passam pelas ruas.

Os presépios estão prontos, as barracas de comes e bebes e até pequenos pontos de venda, de flores e iguarias regionais.

Religiosamente, celebram-se as missas do parto, que tem seu início ao final da madrugada, e acabam com um grande convívio de comes e bebes e até de música e cânticos populares, que animam ainda mais esta celebração.

No dia 24 de Dezembro, na badalada da meia noite, celebra-se a Missa do Galo, que igualmente ás missas do parto, atrai muitos crentes e turistas, pois é uma missa que celebra o nascimento de Jesus Cristo, seguindo com cânticos Natalícios e uma pequena encenação do nascimento de Jesus.

Em termos de gastronomia, existe a tradição da matança do Porco, que habitualmente tem início nos fins de novembro e todo o mês de dezembro.

Não é certo de onde vem esta tradição, mas acredita-se que tenha trazido quando a ilha foi colonizada, por pessoas provenientes do Norte de Portugal.

É uma tradição que reúne os amigos e familiares para um convívio que geralmente dura de ou dois dias. Tradicionalmente há a matança do Porco num dia e no dia seguinte é realizada a “picada “ do porco onde em regra é realizado um almoço de família e amigos.

Um prato tradicional de Natal, muito conhecido na região, é a carne vinho e alhos. Onde a carne de porco é cortada aos cubos e marinada em vinho branco, alhos e outras especiarias, durante 3 a 4 dias, e depois cozinhada e servida na véspera de Natal ou nos dias anteriores.

Na doçaria, é tradição fazer os bolos e broas de mel, O bolo de mel da Madeira, é um bolo típico da doçaria da região. Tal como o nome sugere, é preparado com mel de cana-de-açúcar, remontando as suas origens à época de grande produção de açúcar na ilha.

É uma iguaria tradicional natalícia. A tradição refere que este bolo deve ser preparado no dia 8 de dezembro para que esteja bom no Natal, mas é um bolo que igualmente pode ser feito durante todo o ano.

Para além do mel que pode ser de cana de açúcar ou de figos, o bolo inclui também farinha, fermento, erva-doce, canela, cravinho, nozes, amêndoas, vinho da Madeira e laranja, limão e cidra, entre outros ingredientes possíveis.

Na Madeira os presépios apresentam-se em duas formas: em escadinha ou em rochinha.

A lapinha em escadinha, consiste num pequeno altar de três lanços (a escadinha) que é colocado sobre uma mesa coberta com uma toalha vermelha e, por cima desta, uma outra toalha branca rendada. No topo é colocada a imagem do Menino Jesus nos restantes degraus os pastores e outras figuras de presépio, frutos como laranjas, maçãs, castanhas e nozes e as searas de trigo.

A rochinha ou presépio-lapinha é feito imitando montanhas, vales e grutas. Depois colocam-se as figuras do presépio, casas e igrejas; fazem-se caminhos, lagos, riachos, cascatas e levadas; por fim, colocam-se os frutos e o menino sobre a manjedoura dentro da gruta. Na rochinha, recria-se a paisagem da ilha e as suas tradições. Pelo presépio são colocadas as restantes figuras, onde também participam os pastores e os Reis Magos na Adoração.

É típico da população visitar os diversos presépios que estão em exposição ao púbico em toda a região, onde verdadeiramente encontramos verdadeiras obras de arte.

Partilhar nas redes sociais
0Shares
0 0
Provido por
Sobre o Natal
Facebook
Publicidade